OBJETIVOS DO BLOGUE

Olá, bem-vindo ao blog "Chaves para a Sabedoria". A página objetiva compartilhar mensagens que venham a auxiliar o ser humano na sua caminhada espiritual. Os escritos contém informações que visam fornecer elementos para expandir o conhecimento individual, mostrando a visão de mestres e sábios, cada um com a sua verdade e experiência. Salientando que a busca pela verdade é feita mediante experiências próprias, servindo as publicações para reflexões e como norte e inspiração na busca da Bem-aventurança. O blog será atualizado diariamente com postagens de textos extraídos de obras sobre o tema proposto. Não defendemos nenhuma religião em especial, mas, sim, a religiosidade e a evolução do homem pela espiritualidade. A página é de todos, naveguem a vontade. Paz, luz, amor e sabedoria.

Osmar Lima de Amorim


quinta-feira, 30 de julho de 2015

A SIMPATIA

"Nunca nos coloquemos contra as leis da natureza. Ultimamente, o homem tem-se afastado  muito dela, e o materialismo disseminou-se extensamente. (...) No estudo proveitoso, e necessário, do exterior, muitos se esquecem do interior; o homem, porém, atravessará esse estágio intermediário de incompreensão e voltará à simpatia. As pessoas mais velhas, que tinham uma afinidade muito mais estreita com a natureza, levavam a cabo escassos exames minuciosos, que lhes teriam parecido irreverentes. Porque nos tornamos irreverentes, porque perdemos o sentimento de vida, esquadrinhamos tudo sem remorsos. Precisamos cuidar de não perder a precisão que ganhamos com o estágio intermediário, mas precisamos recuperar a simpatia, por cujo intermédio podemos descobrir muita coisa que a ciência, por si só, nunca descobrirá. No ensino que dispensamos às crianças, temos de fazê-las sentir que as compreendemos, mesmo que, ao fazê-lo, sacrifiquemos algumas vantagens escolásticas. A criança comum enxerga nos adultos entidades estranhas, estranhos seres arbitrários.

Tudo isso se aplica também aos estudos da natureza. Os espíritos da natureza têm medo de nós, quando os estudamos de maneira demasiadamente científica; teremos de entrar com eles em sua vida, para que eles também se interessem pela vida da humanidade. À sua maneira, cega, as flores e outras coisas são alegres e afáveis. Emerson dizia afigurar-se-lhe que, ao voltar para casa, as árvores do seu jardim se sentiam alegres ao vê-lo ou senti-lo de novo, e, sem dúvida, isso era verdade. As árvores e os animais conhecem as pessoas que os amam. Na Índia, fala-se em 'mão boa' para plantar, significando com isso que as plantas crescerão para algumas pessoas, e não crescerão para outras. Precisamos estar em harmonia com o propósito do LOGOS. Se estivermos favorecendo ativamente o progresso de tudo, estaremos vivendo segundo a Sua vontade, que penetra a natureza, e isso é sentido no mesmo instante por ela; mas se nos colocarmos em oposição à evolução, a natureza se encolhe e se afasta de nós, como uma criança sensível."

(C.W. Leadbeater - A Vida Interior - Ed. Pensamento, São Paulo, 1999 - p. 118


Nenhum comentário:

Postar um comentário