OBJETIVOS DO BLOGUE

Olá, bem-vindo ao blog "Chaves para a Sabedoria". A página objetiva compartilhar mensagens que venham a auxiliar o ser humano na sua caminhada espiritual. Os escritos contém informações que visam fornecer elementos para expandir o conhecimento individual, mostrando a visão de mestres e sábios, cada um com a sua verdade e experiência. Salientando que a busca pela verdade é feita mediante experiências próprias, servindo as publicações para reflexões e como norte e inspiração na busca da Bem-aventurança. O blog será atualizado diariamente com postagens de textos extraídos de obras sobre o tema proposto. Não defendemos nenhuma religião em especial, mas, sim, a religiosidade e a evolução do homem pela espiritualidade. A página é de todos, naveguem a vontade. Paz, luz, amor e sabedoria.

Osmar Lima de Amorim


terça-feira, 4 de dezembro de 2012

O DESTINO E O LIVRE-ARBÍTRIO

“O destino e o livre-arbítrio sempre existiram. O destino é o resultado de ações passadas e diz respeito ao corpo. Deixe o corpo agir como lhe aprouver. Por que ficar preocupado com isso? Por que prestar atenção nele? O livre-arbítrio e o destino durarão enquanto o corpo durar. Mas a Sabedoria (Jñana) transcende a ambos. O Eu Real está além do conhecimento e da ignorância. O que quer que aconteça, é resultado de nossas ações passadas, da Vontade Divina e de outros fatores.

Só há duas maneiras de conquistar o destino ou ficar independente dele. Uma é investigar para quem existe esse destino e descobrir que só o ego é aprisionado pelo destino e não o Ser, e que o ego não existe. A outra é extinguir o ego através da entrega completa a Deus, compreendendo a nossa própria impotência e dizendo o tempo todo, “Não eu, mas Vós, ó Senhor”, assim renunciando todo sentimento de “eu” e “meu”, e deixando que Deus faça o que lhe aprouver com você. Uma anulação completa do ego é necessária para a conquista do destino, seja através da autoinvestigação, seja pela senda da devoção (bhakti mãrga).

Tudo está predeterminado. Mas o homem é sempre livre para não se identificar com o corpo e não ser afetado pelos prazeres ou dores decorrentes das atividades do corpo.

Apenas aqueles que não têm conhecimento da Fonte de onde surge o destino e o livre-arbítrio discutem qual dos dois prevalece. Aquele que realizou o Eu Real, que é a Fonte tanto do destino quanto do livre-arbítrio, deixou tais disputas para trás e já não tem nada mais a ver com eles.

Sucesso e fracasso são consequências do prãrabdha karma (destino) e não da força de vontade ou da falta dela. Devemos tentar obter equilíbrio mental em quaisquer circunstâncias. Isto é força de vontade.”

(Vida e Ensinamentos de Sri Ramana Maharshi - Ed. Teosófica, Brasília-DF - p. 75/76)


Nenhum comentário:

Postar um comentário