OBJETIVOS DO BLOGUE

Olá, bem-vindo ao blog "Chaves para a Sabedoria". A página objetiva compartilhar mensagens que venham a auxiliar o ser humano na sua caminhada espiritual. Os escritos contém informações que visam fornecer elementos para expandir o conhecimento individual, mostrando a visão de mestres e sábios, cada um com a sua verdade e experiência. Salientando que a busca pela verdade é feita mediante experiências próprias, servindo as publicações para reflexões e como norte e inspiração na busca da Bem-aventurança. O blog será atualizado diariamente com postagens de textos extraídos de obras sobre o tema proposto. Não defendemos nenhuma religião em especial, mas, sim, a religiosidade e a evolução do homem pela espiritualidade. A página é de todos, naveguem a vontade. Paz, luz, amor e sabedoria.

Osmar Lima de Amorim


domingo, 6 de janeiro de 2013

FAÇA-SE A TUA VONTADE


“Se qualquer coisa neste mundo pode deixar-nos zangados ou fazer-nos perder o autocontrole, simplesmente significa que não temos a atitude correta. Se você analisar, verificará que a raiva é o resultado de um desejo frustrado. Pode muito bem ser um desejo nobre, mas o fato básico ainda está ali; a raiva surge quando estamos indo em determinada direção e verificamos, então, que encontramos um obstáculo – nosso desejo de avançar está obstruído. A atitude determina nossa reação a isso. Se nossa atitude é correta, poderemos, nesses momentos, dizer: “Senhor, faça-se a Tua vontade, e não a minha”. Isso traz completo alívio à emoção da raiva – se o praticarmos com sinceridade. A atitude correta surge quando trabalhamos nela com perseverança; e sempre traz paz à mente.

Deus trabalha por intermédio do homem para cumprir Sua vontade neste mundo. Devemos sempre nos esforçar para sermos receptivos a Ele. É aí que entra a atitude correta. Somos bons ou maus instrumentos de Deus de acordo com o grau de nossa receptividade, de acordo com o grau de nossa atitude correta. Essa variação em “grau” é a base fundamental da diferença nas pessoas.”

(Sri Daya Mata – Só o Amor – Ed. Self-Realization Fellowship – p. 85/86)


Nenhum comentário:

Postar um comentário