OBJETIVOS DO BLOGUE

Olá, bem-vindo ao blog "Chaves para a Sabedoria". A página objetiva compartilhar mensagens que venham a auxiliar o ser humano na sua caminhada espiritual. Os escritos contém informações que visam fornecer elementos para expandir o conhecimento individual, mostrando a visão de mestres e sábios, cada um com a sua verdade e experiência. Salientando que a busca pela verdade é feita mediante experiências próprias, servindo as publicações para reflexões e como norte e inspiração na busca da Bem-aventurança. O blog será atualizado diariamente com postagens de textos extraídos de obras sobre o tema proposto. Não defendemos nenhuma religião em especial, mas, sim, a religiosidade e a evolução do homem pela espiritualidade. A página é de todos, naveguem a vontade. Paz, luz, amor e sabedoria.

Osmar Lima de Amorim


segunda-feira, 22 de setembro de 2014

O PROGRESSO ESPIRITUAL (1ª PARTE)

"Uma das qualidades indispensáveis para o progresso espiritual é doar o que se recebe. Sem doação não pode haver um verdadeiro crescimento. Pode haver acúmulo de conhecimento, mas limitar-se a acumular conhecimento é inútil para o progresso espiritual, assim como o ouro é inútil para um homem sozinho no deserto. O crescimento espiritual não deriva do acúmulo de informação oculta - não basta sondar os segredos da natureza e somar um fato a outros até estar bem versado em conhecimento místico. Crescer espiritualmente significa viver mais intensamente, ter maior resiliência. 

Precisamos ser capazes de viver, amar e conhecer a alegria. Um bebê com uma semana de vida possui os cinco sentidos e está equipado com todos os nervos motores e sensoriais, mas, nesse estágio de existência, sua vida ainda é muito limitada. Ele, evidentemente, ainda não consegue desfrutar os muitos prazeres da existência adulta. Não é capaz de sequer compreender essa vida mais ampla. Maior ainda é a diferença entre o homem comum e o homem espiritualmente desenvolvido, que desenvolveu a capacidade de conhecer as mais elevadas bem-aventuranças do universo. Um é uma criança espiritual, com faculdades inerentes, mas dormentes. O outro é o adulto espiritual com faculdades desenvolvidas para viver e desfrutar a vida de uma maneira ainda pouco compreendida pelo homem comum, tanto quanto os  prazeres da literatura são desconhecidos pelo bebê no berço.

O bebê habita o mesmo mundo que o adulto. As mesmas visões e sons estão à sua volta, mas ele ainda não tem a capacidade de se apropriar deles plenamente. Na casa que ele habita pode haver tesouros literários e artísticos de rara beleza, mas nada disso tem importância para o bebê, porque ele não tem a capacidade de perceber uma vida tão ampla e rica. Porém, na fase adulta, a habilidade para receber, para responder àquilo que existe, é a medida da qualidade de vida.

Crescer espiritualmente é desenvolver as próprias capacidades latentes, alargar o horizonte da consciência e estar de acordo com a corrente de vida que pulsa no universo. Não é um processo de acúmulo de informação ou acúmulo de bens, e sim de se livrar dos impedimentos que obstruem a corrente de vida e que nos isolam do rítmo de vida cósmico. (...)"

(L.W. Rogers - O progresso espiritual - Revista Sophia, Ano 11, nº 44 - p. 05/06)


Nenhum comentário:

Postar um comentário