OBJETIVOS DO BLOGUE

Olá, bem-vindo ao blog "Chaves para a Sabedoria". A página objetiva compartilhar mensagens que venham a auxiliar o ser humano na sua caminhada espiritual. Os escritos contém informações que visam fornecer elementos para expandir o conhecimento individual, mostrando a visão de mestres e sábios, cada um com a sua verdade e experiência. Salientando que a busca pela verdade é feita mediante experiências próprias, servindo as publicações para reflexões e como norte e inspiração na busca da Bem-aventurança. O blog será atualizado diariamente com postagens de textos extraídos de obras sobre o tema proposto. Não defendemos nenhuma religião em especial, mas, sim, a religiosidade e a evolução do homem pela espiritualidade. A página é de todos, naveguem a vontade. Paz, luz, amor e sabedoria.

Osmar Lima de Amorim


domingo, 21 de setembro de 2014

CONSCIÊNCIA E MATÉRIA

"No começo da criação, o Espírito, até então não manifestado, projetou duas naturezas: uma, a consciência; outra, a matéria. São elas Suas duas expressões vibratórias. A consciência é uma vibração mais sutil e a matéria, uma vibração mais densa desse único Espírito transcendental.

A consciência é a vibração do aspecto subjetivo Dele; a matéria, a vibração do Seu aspecto objetivo. O Espírito, como Consciência Cósmica, está, em potência, imanente na matéria vibratória objetiva; e Se manifesta, de maneira subjetiva, como a consciência que está presente em todas as formas da criação, alcançando Sua expressão suprema na mente humana, com as incontáveis ramificações de pensamentos, sentimentos, vontade e imaginação.

A diferença entre matéria e o Espírito está na taxa de vibração – uma diferença de grau, não de espécie. Isso pode ser melhor compreendido pelo seguinte exemplo: embora todas as vibrações sejam qualitativamente idênticas, as que variam de 16 a 20.000 ciclos por segundo são suficientemente densas para serem audíveis ao ouvido humano, mas as vibrações abaixo de 16 e acima de 20.000 ciclos por segundo, são, de modo geral, inaudíveis. Não há diferença essencial entre vibrações audíveis e inaudíveis, embora exista uma diferença relativa.

Por meio do poder de maya, a ilusão cósmica, o Criador fez com que as manifestações da matéria se apresentassem de modo tão diferenciado e específico que, para a mente humana, parecem não ter relação alguma com o Espírito."

(Paramahansa Yogananda - Afirmações Científicas de Cura - Self-Realization Fellowship - p. 56/58)


Nenhum comentário:

Postar um comentário