OBJETIVOS DO BLOGUE

Olá, bem-vindo ao blog "Chaves para a Sabedoria". A página objetiva compartilhar mensagens que venham a auxiliar o ser humano na sua caminhada espiritual. Os escritos contém informações que visam fornecer elementos para expandir o conhecimento individual, mostrando a visão de mestres e sábios, cada um com a sua verdade e experiência. Salientando que a busca pela verdade é feita mediante experiências próprias, servindo as publicações para reflexões e como norte e inspiração na busca da Bem-aventurança. O blog será atualizado diariamente com postagens de textos extraídos de obras sobre o tema proposto. Não defendemos nenhuma religião em especial, mas, sim, a religiosidade e a evolução do homem pela espiritualidade. A página é de todos, naveguem a vontade. Paz, luz, amor e sabedoria.

Osmar Lima de Amorim


quinta-feira, 22 de novembro de 2012

NOSSO DIVINO DIREITO DE HERANÇA


“No passado, talvez você se tenha desapontado porque suas orações não foram respondidas. Não perca, porém, a fé. Para descobrir se orações são ou não eficazes, você precisa ter na mente uma crença inicial no poder da oração.

Suas orações podem ter ficado sem resposta porque você rezou como um mendigo. Você deve saber, também, o que pode legitimamente pedir a seu Pai Celestial. Você pode orar de todo o coração e com todo o seu poder para possuir a terra, mas sua oração não será concedida, porque todas as orações relacionadas com a vida material são limitadas – têm de ser. Deus não vai violar Suas leis para satisfazer desejos caprichosos. Mas há um modo correto de orar.

Precisamos exigir amorosamente as coisas como filhos de Deus, e não como mendigos. Toda oração que implora, não importa o quão sincera seja, limita a alma. Como filhos de Deus, precisamos crer que somos tudo o que o Pai tem. Essa é a nossa herança. Jesus compreendeu esta verdade: “Eu e meu Pai somos um.”. Eis por que ele tinha domínio sobre tudo, como o tinha seu Pai. A maior parte de nós roga e implora sem primeiro estabelecer, na própria mente, nosso divino direito de herança; eis por que somos limitados pela lei da mendicância. Não temos de implorar, mas de reivindicar e exigir de nosso Pai o que, por imaginação humana, pensamos ter perdido.

Nesta fase, torna-se necessário destruir os pensamentos equivocados de muitas eras – o de que somos frágeis seres humanos.”

(Paramahansa Yogananda – No Santuário da Alma – p. 22/23)


Nenhum comentário:

Postar um comentário